Páscoa e Amor


Artur Júnior dos Santos Lopes

Este ano, resolvi escrever uma aproximação da Páscoa através do amor. Dentro da tradição judaica Jeová (Deus) dirigia o mundo com Justiça. Foneticamente, Jeshue (Jesus), seu filho, se obtém com o acréscimo do caractere YOD no meio da palavra Jeová. O caractere YOD é relacionado dentro da tradição judaica com o amor.

Assim, é possível digredir, que Jesus é o acréscimo do amor ao Deus Judaico, trazendo uma nova mensagem, não apenas o olho por olho, mas algo mais profundo.

A minha aproximação da Páscoa com o Amor se dá através da digressão acima. Desta maneira, na prisão, tortura, morte e ressurreição de Cristo, fica também inscrita a possibilidade de ressurgimento (ressurectio do latim – ressurreição) do Amor. O amor incondicional, que salva, que é terno, que acolhe.

Que nesta Pascoa, o Amor pregado por Cristo, o Amor incondicional tenha a oportunidade de ressurgir em nossas vidas, no nosso cotidiano. Que sejamos mais humanos frente aos desafios que nossos tempos nos impõem.

Desta maneira, resta desejar a todos nós uma Páscoa repleta de amor.

Bento Gonçalves, 1°de abril de 2018

Comments