Opiniões Pessoais‎ > ‎Protestos‎ > ‎Textos‎ > ‎

Ferrou: O Gigante acordou!!!


Artur Júnior dos Santos Lopes

“O Gigante acordoooou.” “O Povo acordoooou.” Este está sendo um dos brados mais ouvidos nos últimos dias. Sincero. Verdadeiro. O Gigante acordou me parece significar que o Povo percebeu que está insatisfeito. Motivos não faltam. Olha só: 0 Gigante despertou, olhou a casa e viu que havia sido promovida uma tremenda baderna enquanto estava em seu sono secular. Morpheus o adormeceu muito bem. Mas o Gigante não era o único a ocupar espaços nesta casa. O que dizer das demais figuras que frequentavam a casa do Gigante? Promovendo festa, algazarra, vandalismo, extermínio, injustiça, perjuro, entre tantos...

Aqueles que estavam acordados e que não promoveram ação alguma para que o adormecido Gigante acordasse: O que são? Quem são? Qual o seu papel nesta história? Ser omisso não é ser conivente? Ser omisso não é se beneficiar também? Por que não instrumentalizaram o Gigante para que quando ele estivesse desperto pudesse andar com suas próprias pernas? Queriam um Gigante dependente. Por que não apresentaram-lhe alternativas? Por que não permitiram que ele construísse o seu próprio caminho? Por que não entregaram o que de melhor podia ser entregue? Por que apenas roubá-lo?

Agora o Gigante vai cobrar a conta. Esta conta tem mais de 500 anos. Onde o predominou a exploração, expropriação, mentira, violência, genocídio, roubo. Não tem como conversar com o Gigante sobre o Existencialismo, sobre a Marx, sobre Weber, sobre Hegel, Kant, Honneth. Ele não foi introduzido nesta forma de representação do mundo.

Talvez se houvéssemos trabalhado mais para a educação do Gigante com mais Filosofia, Sociologia, Psicologia o discurso pudesse ser diferente.

Agora somos reféns do que criamos, e precisamos ser maduros para ouvir o que o Gigante tem a dizer. Pois então: ouçam, aprendam a lição que o Gigante tem a dar para todos nós. Enquanto formos negligentes com a educação das gerações vindouras. Enquanto não conseguirmos ser justos na distribuição de recursos. Enquanto o discurso for o do desrespeito. O Gigante permanecerá dar a sua lição, e é claro vai cobrar a conta.

Muito obrigado!

Porto Alegre, 29 de junho de 2013





Comments