Opiniões Pessoais‎ > ‎Protestos‎ > ‎Textos‎ > ‎

Protesto 27 de Junho de 2013



Artur Júnior dos Santos Lopes

Ontem (27/6/13), em Porto Alegre, percebi claras mobilizações do sistema para se manter vivo (carro de som, show, voz de comando).  Patética demonstração de fim. Falta de compreensão e respeito para com o momento. Não se podia ouvir os instrumentos musicais que as pessoas levaram para a praça. O abandono da manifestação, por parte significativa dos manifestantes, demonstrou que a crise de representatividade continua forte. As pessoas no suposto comando do ATO informando que não estavam lá para representar ninguém. Não foi apenas a aeronave da RBS. Foi principalmente a falta de sensibilidade. Começaram. Parabéns. Espero que não tenham acabado. Ainda foi possível perceber, através da violência destes manifestantes, uma outra crise ainda mais grave: a crise existencial. As pessoas perderam a referencia de suas existências. Isso não é um problema em um primeiro momento. Inclusive é bom que ocorra com todos nós. O que assusta é que a maior parte das pessoas não está instrumentalizada para resolver a crise existencial de uma forma saudável. O problema me parece estar exposto. A questão agora é o que fazer a curto prazo. Creio que a educação, para que seja possível o diálogo, seja fundamental, a formação humana, ativista, com viés social, humano e filosófico. Vai em frente quem conseguir sobreviver a esta reflexão. Valeu!

Porto Alegre, 27 de Junho de 2013




Comments