Feliz Natal 2013


Artur Júnior dos Santos Lopes

Este ano sem reflexões complexas. Contudo: com o desejo do nascimento da Vontade no Coração. Não o nascimento da esperança ingênua que em tudo crê. Que tudo pode. Que não sabe das mazelas. Que se renova e que nada muda. Mas, como em Nietzsche: do espirito que passou por transformações. Carregou seus pesadumes. Disse seus nãos. Que finalmente, como uma criança: desabrochou para a criação do novo. Da possibilidade. Da vontade: que faz pontes. Que constrói. Que é inquebrantável. Que é capaz. Que é afirmativa. Que tem consciência. Não compaixão: mas amor! Não esperança: mas desejo! Não fraquezas: mas forças que superam nossos limites! Não tecnológicos: mas profundamente humanos!

Feliz Natal: que consigas manifestar a beleza mesmo frente a todas as precariedades da existência humana!

Porto Alegre, 24 de Dezembro de 2013


Comments