Projetos‎ > ‎

Projeto de Educação - Tecnologia e Pensamento

Artur Júnior dos Santos Lopes
 

1       INTRODUÇÃO

 

Como falar em um mundo melhor? Como será possível existir um mundo melhor? Romantizando? Parece-me que o primeiro passo para podermos falar de um mundo melhor é desenvolvermos a capacidade de ver o mundo que temos sem sentimentalismos e romantismo. Apenas olhá-lo e perceber o que de bom e de mau há nele. Assim creio que tenhamos nos apropriado das chaves que podem abrir as portas para que consigamos construir um novo mundo. Tal construção pode ou não se realizar. Mas parece necessário que conseguimos lutar pela melhoria do mundo para que não nos sintamos omissos e incapacitados. Dessa forma escapamos as armadilhas do niilismo.

 

2       TEMA

 

Axiologia

 

3       DELIMITAÇÃO

 

Formação moral, construção de valores. O que será mesmo isto? Terão nossos adolescentes brasileiros de baixa renda, que estejam cursando o ensino médio, capacidade de desenvolver uma escala de valores? Valores estes baseados em uma vivência humana? Valores autênticos e não submetidos a vontades ideológicas? Dentro da filosofia muitas vezes ouvi dizer: “Algumas perguntas são melhores do que as respostas!” – Este parece ser um caso. – Sinceramente não sei se é possível desenvolver valores morais com adolescentes brasileiros de baixa renda que estejam cursando o ensino médio.

As expectativas reais, que pesquisei, e que podem ser encontradas no meu texto (LOPES - 2009), não apontam para boas soluções para esta questão. Por outro lado, me parece que: se desejamos que as coisas mudem, que sejam melhores, precisamos de um pouco mais de persistência. Vamos contrariar as expectativas cartesianas. Vamos “teimar” fazer diferente. Com responsabilidade, seriedade, com muita perseverança e criatividade.

Assim, o tema de axiologia fica delimitado: Construção de valores morais com jovens brasileiros de baixa renda e que estejam cursando o ensino médio. O trabalho é realizado em paralelo com o conteúdo de filosofia, mas sempre trazendo eixos conectados com a vivência cotidiana.

 

4       FORMULAÇÃO DO PROBLEMA

 

Qual a possibilidade de construir uma escala de valores com adolescentes brasileiros de baixa renda e que cursem o ensino médio.

 

5       FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

 

Pode-se perceber em Marx, que o consumo traz em si uma característica alienante, chamada de fetichismo da mercadoria, onde o valor está nas coisas e não na sua significação e simbolização humana. Assim falando percebemos que o valor está em ter e não em ser. Temos também em Vázquez uma exposição bastante clara no seu texto sobre Ética. O que busco é o estabelecimento de uma outra ordem. Uma ordem mais humana. Percebo que as mudanças precisam ser realizadas de forma bastante profunda. Creio que trabalhar com pessoas na faixa de idade da adolescência seja uma boa maneira de contribuir de forma duradoura para nossa sociedade.

 

6       OBJETIVO GERAL

 

Construir um sistema axiológico próprio.

 

6.1      OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 

Estabelecer junto a um grupo de estudantes do ensino médio, adolescentes, de baixa renda, um sistema axiológico próprio.

 

7       JUSTIFICATIVA

 

Durante os primeiros momentos de contato com a turma foi possível perceber a baixa estima e a dificuldade que tinham para lidar com as suas realidades. Percebi as grandes dificuldades que os estudantes apresentavam para encontrar valor neles mesmos. Não percebiam o valor que está neles.O valor de serem seres humanos. O objetivo de estabelecer junto ao grupo valores, é justamente para que percebam que existe um valor que carregamos pelo simples fato de sermos humanos. Esta dignidade é algo que precisamos ter em mente e procurar conservá-la.

 

8       METODOLOGIA

 

            A metodologia será composta de seminários, debates, pesquisas, desenvolvimento de atividades escritas e avaliações. Verificar plano de aula no anexo 1 e anexo 2

 

8.1      AVALIAÇÃO

 

A avaliação é realizada em dois momentos. Na terceira e na antepenúltima aula é apresentado o questionário que segue abaixo:

  • Quem sou hoje?
  • Como vejo minha relação com o que tenho e com os meios de consumo e produção?
  • Por que trabalho?
  • O que eu valho?
  • Onde está o meu valor?

 

9       CRONOGRAMA

 

Ano: 2010

Mês

Data

Assunto

Março

2-9-16-23

Introdução da Axiologia

Abril

6-13-20-27

Desenvolvimento 1 – Axiologia para mim

Maio

4-11-18-25

Desenvolvimento 2 – Axiologia em vários autores

Junho

1-8-15-22-29

Desenvolvimento 3 – Fechamento, finalização da produção textual

Julho

6-13-20-27

Conclusão, trabalhos extra

 

REFERÊNCIAS

 

LOPES. Artur Júnior dos Santos. As possibilidades para a práxis emancipatória no contexto brasileiro atual. Disponível em: www.arturlopes.pro.br, link 090701-PraxisEmancip. Acessado em: 10 dez. 2009.

 

LOPES. Artur Júnior dos Santos. O Valor segundo Vazquez. Disponível em: www.arturlopes.pro.br, link Os Valores - Vazquez. Acessado em: 10 dez. 2009.

 

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. A Ideologia Alemã. São Paulo, Martin Claret, 2006

 

___________________________ Manifesto do Partido Comunista. 4 ed. Petrópolis, Vozes, 1993.

 

MÉSZÁROS, István. A Educação para Além do Capital. São Paulo, Boitempo, 2005.

 

VÁZQUEZ, Adolfo S. Ética (1969). Rio: Civilização Brasileira, 1999.


ANEXO 1 - 3º Aula – 1 h/a

 

Atividade: Reflexão sobre a Tecnologia na minha vida

Objetivo: Pensar e reflexionar a relação com a tecnologia.

  • Didática Metodológica: Realizaremos uma breve discussão sobre como a tecnologia está inserida na minha vida, no mercado e minha relação com ela. Serão destacados aspectos positivos e negativos da tecnologia. Utilizaremos 15 minutos para esta atividade
  • Recursos: Grupo e facilitador.

 

Atividade: Produção textual

 

  • Objetivo: Escrever sobre as reflexões realizadas
  • Didático Metodológico: Individualmente o grupo irá escrever sobre suas percepções. Utilizaremos até 30 minutos para esta atividade
  • Recursos: Grupo, Caneta e papel

 

Atividade: Desenvolvimento Técnico

 

  • Objetivo: Ampliar o contato com os recursos tecnológicos
  • Didático Metodológico: O grande grupo será segmentado em grupo de quatro componentes que terão individualmente 20 minutos para digitar o texto que foi produzido.
  • Recursos: Grupo, Caneta e papel

ANEXO 2 - 5º Aula – 1 h/a

 

Atividade: Pesquisa sobre Economia Solidária

  • Objetivo: Utilizar os recursos de tecnologia da informação para encontrar material sobre a Economia Solidária.
  • Didático Metodológico: Serão formados 4 grupos. Cada componente realizará uma pesquisa individualmente que servirá para o trabalho do grupo. Responder a questões:
    • O que é economia solidária?
    • Pra que serve a economia solidária?
    • Onde encontrar movimentos de economia solidária?
    • Quem pode participar da economia solidária?
  • Recursos: Grupos e computadores

 

Atividade: Comparação

  • Objetivo: Comparar a Economia Solidária com as vivências pessoais dentro da Economia Tradicional.
  • Didático Metodológico: Escrever, formatar e imprimir texto com as suas impressões sobre a pesquisa e a comparação realizada.
  • Recursos: Grupos e computadores

 

Atividade: Apresentação e discussão do material produzido.

  • Objetivo: Apresentar e discutir o material produzido.
  • Didático Metodológico: Apresentar o material produzido .
  • Recursos: Material produzido, pessoal.
Porto Alegre, 8 de dezembro de 2009
Comments